Volta à Libertadores, dois reforços e jovens promessas: como será o retorno do Inter aos trabalhos

O sonho de reconquistar a América começa oficialmente nesta quinta-feira. A partir das 16h, o Inter tem a primeira atividade em 2019. Com os tradicionais discursos do presidente, Marcelo Medeiros, do vice de futebol, Roberto Melo, e do técnico, Odair Hellmann, será realizada a reapresentação oficial. O primeiro momento dos colorados servirá para explicitar os objetivos do clube na temporada, com a manutenção da base e dois reforços.

O ano passado foi de afirmação no Beira-Rio. Após um início delicado, com eliminações precoces no Gauchão (Grêmio nas quartas de final) e Copa do Brasil (Vitória na quarta fase), o grupo superou as desconfianças e disputou o título do Brasileirão. Odair não conseguiu levar a taça, mas consolidou o trabalho com o terceiro lugar na competição, só atrás de Palmeiras e Flamengo.

Publicidade

Para lutar pelo terceiro título continental, a cúpula manteve quase a totalidade do grupo ao qual acumulou 69 pontos no Brasileirão. Do time-base que terminou 2018, apenas Fabiano, que retornou ao Palmeiras, e Leandro Damião, negociado com o Frontale Kawasaki, do Japão, não seguem. Rossi é outro que deixou o clube – retornou ao Shenzen, da China. O restante está à disposição do treinador.

Grupo em formação

Odair ainda recebeu dois reforços. Até o momento, foram contratados Neilton e Guilherme Parede, ao qual teve 25% dos direitos adquiridos junto ao Coritiba. Ambos chegam para darem mais opções ao sistema ofensivo. Neilton tem a velocidade e o drible como trunfos, enquanto Parede tem o chute como principal característica.

A cúpula ainda vasculha novas opções ao elenco. O ataque segue como prioridade. Rafael Sobis está na pauta, mas os colorados aguardam a rescisão do ídolo com o Cruzeiro para discutir uma negociação. Volante e lateral-direito também aparecem no radar.

Vale ressaltar: Rithely, no Beira-Rio desde março, ainda não estreou em razão de problemas clínicos (após cirurgia no tornozelo esquerdo). O volante renovou por mais meio ano e busca, enfim, começar a mostrar seu futebol.

Os meninos

Os garotos também receberão mais espaço. Além de Sarrafiore e Richard, que já estavam no ano passado, Carlos Miguel, Bruno Fuchs, Roberto, Ramon, Nonato e Pedro Lucas passam a conviver com D’Alessandro, Rodrigo Dourado, Nico López e companhia.

Dudu se recupera de uma cirurgia no tornozelo esquerdo e só volta a atuar em abril. Quem segue fora é Paolo Guerrero. O peruano ainda não tem a liberação para conviver com os parceiros em razão da pena por ter sido flagrado no exame ainda em 2017, em um jogo da seleção de seu país com a Argentina pelas Eliminatórias, com metabólito de cocaína.

A primeira partida do Inter está marcada para o dia 20 de janeiro. Na ocasião, o time de Odair enfrenta o São Luiz no 19 de outubro, em Ijuí, pelo Gauchão. A caminhada na Libertadores só inicia em 6 de março, quando os gaúchos pegam o vencedor da prévia entre São Paulo, Independiente Medellín, Palestino, do Chile, e Talleres, da Argentina.

A lista que se reapresenta:

Goleiros: Danilo Fernandes, Daniel, Keiller, Marcelo Lomba e Carlos Miguel

Lateral-direito: Zeca

Zagueiros: Emerson Santos, Klaus, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta, Bruno Fuchs e Roberto

Laterais-esquerdos: Iago e Uendel

Volantes: Charles, Edenílson, Gabriel Dias, Patrick, Rithely, Rodrigo Dourado e Ramon

Meias: Camilo, D’Alessandro, Juan, Sarrafiore, Richard e Nonato

Atacantes: Guilherme Parede, Jonatan Alvez, Neílton, Nico López, Wellington Silva, William Pottker e Pedro Lucas

Reforços

Guilherme Parede (atacante) e Neílton (atacante)

Jogadores já liberados

Fabiano (voltou ao Palmeiras), Rossi (retornou ao Shenzen, da China), Leandro Damião (acertou com o Frontale Kawasaki, do Japão), Thales (Vitória), Andrigo (Vitória), Aylon (fim de contrato), Brenner (Goiás), Gustavo Ferrareis (Botafogo), Cláudio Winck (Vasco), Réver (Atlético-MG), Valdemir (ABC), Léo Ortiz (RB Brasil)

ge