Presidente do Palmeiras passa a tarde com Jorge Sampaoli, volta do Rio e espera resposta do técnico

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, e outros dirigentes do clube estiveram reunidos com Jorge Sampaoli nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, para apresentar uma proposta formal ao técnico argentino.

A reunião, que ocorreu em um hotel da capital fluminense, teve início no começo da tarde e invadiu a noite. Ao final dela, o clube informou que agora ficará no aguardo de uma resposta do treinador.

Não há um prazo definido para a resposta, mas os dirigentes palmeirenses acreditam que isso não demorará a acontecer.

A viagem da comitiva palmeirense foi uma tentativa de, pessoalmente, tentar abaixar a pedida inicial de Sampaoli (no valor de cerca de R$ 2 milhões mensais a ele e sua comissão técnica), feita através de seus representantes nas primeiras conversas.

O Palmeiras está confiante em conseguir contratar o treinador, mas também está convencido a não fazer loucuras financeiras. Por isso, cogita outros nomes, mantidos em sigilo: são dois estrangeiros e um brasileiro.

Enquanto isso, Sampaoli tem uma briga jurídica com o Santos. O treinador argumenta que não pediu demissão do clube – e que, portanto, não tem multa rescisória a pagar. Ele também entrou com uma ação na Justiça cobrando atraso de pagamentos de FGTS.

ge