Connect with us

Policial

Possível comandante do PCC é preso em Foz do Iguaçu

Publicado

em

Na noite de ontem, sexta-feira 27 de abril de 2018, por volta das 20h:30min, policiais militares do 14º BPM de Foz do Iguaçu, equipe em serviço na ROCAM (Ronda Ostensiva com Aplicação de Motocicletas) quando no patrulhamento pela região Sul da cidade, tendo conhecimento que a pessoa identificada como sendo Oclimerio Padilha dos Santos, de 36 anos de idade, conhecido pela alcunha de “PIT”, possível comandante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital em Foz do Iguaçu, e chefe da localidade conhecida como “Favela do Queijo” estaria utilizando um veículo Importado Audi / A6, de cor prata, de placas JCN-1955 de Caraa/RS e que a pessoa de “PIT” estaria com mandado de prisão em aberto.

Ainda haveria a informação de que “PIT” teria rompido a tornozeleira eletrônica monitorada, não sendo possível sua localização. Durante o patrulhamento realizado por um oficial da PM, foi avistado o veículo suspeito, que deslocou até o Hotel Dom Pedro, na Avenida das Cataratas, no Bairro Jardim Bourbon, onde a equipe policial visualizou a pessoa de Oclimerio Padilha dos Santos, conhecido como “PIT”, conversando com outras duas pessoas, sendo que em dado momento “PIT” teria sacado algo das suas partes e mostrado para os outros dois suspeitos.

Os outros dois suspeitos que foram identificados posteriormente como sendo Jean Carlo Rocha de Paiva e Gabriel de Andrade Silveira, que estavam em um veículo Importado Mercedes Bens / CLC 200 K, de cor branca, de placas EPD-8285 de Americana/SP, sendo realizada a abordagem policial.

Na abordagem policial, os dois suspeitos empreenderam fuga correndo a pé, sendo perseguidos a pé e abordados, sendo que na abordagem, os dois suspeitos reagiram a abordagem, inclusive resistiram com chutes e pontapés, sendo algemados sob força moderada.

Nas partes intimas de Oclimerio Padilha dos Santos, conhecido como “PIT”, foi encontrado 1/2 tablete de maconha, sendo que de pronto “PIT” informou que tal tablete de maconha era apenas uma simples amostra de sua mercadoria e que estava apenas negociando valores e mostrando a qualidade de seu produto aos outros dois abordados.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia da Policia Civil, onde foram apresentados a autoridade policial de plantão.

 

Tribuna Popular

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755