Connect with us

Notícias

Pesquisa confirma imagem positiva de Itaipu na região Oeste

Publicado

em

Safismi

Quando o nome de Itaipu Binacional é apresentado a moradores de 14 municípios do Oeste do Paraná, 93% dos entrevistados consideram que a empresa é importante para o desenvolvimento regional. Um percentual de 82% aprova a atuação da usina.

Os dados fazem parte de uma pesquisa realizada pelo instituto Radar Inteligência, de 22 a 30 de novembro, a pedido da binacional. Foram ouvidas 1.100 pessoas de Cascavel, Foz do Iguaçu, Toledo, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Assis Chateaubriand, Guaíra, Palotina, São Miguel do Iguaçu, Santa Helena, Santa Terezinha de Itaipu, Terra Rocha, Matelândia e Corbélia.

O diretor-geral do Radar Inteligência, Antonio Geraldo Topanotti, disse que o resultado reflete a percepção da sociedade em relação ao trabalho desenvolvido pela usina. “Itaipu não é só uma grande produtora de energia. É uma empresa que está inserida na comunidade com diversos programas, ações, pesquisas, e as pessoas levam essas informações em consideração.”

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, afirmou que o resultado da pesquisa motiva ainda mais a diretoria e os empregados a trabalharem em favor dos municípios do Oeste paranaense. Segundo ele, a atuação de Itaipu, antes limitada ao seu entorno e agora estendida à toda a região Oeste, deverá ter uma aprovação ainda maior da população, nos próximos anos, à medida que mais pessoas conhecerem esse trabalho.

“Nós entendemos que, ao expandir a promoção do desenvolvimento territorial aos 54 municípios do Oeste, Itaipu demonstra uma responsabilidade socioambiental que é exemplo não só para o Brasil, mas para todo o mundo”, disse Vianna. Mas Itaipu não atua sozinha, lembra o diretor, e sim “em múltiplas parcerias e é isso que garante o sucesso de suas ações”.

A cooperação regional, especialmente na área do meio ambiente, também traduz a atenção de Itaipu com o principal fator de produtividade da usina, que é a água. “A disponibilidade de água nos permitiu alcançar o recorde mundial de produção de energia elétrica em 2016, de 103 milhões de MWh. Por isso, deve ser preservada.”

Fonte: Cultura Foz

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755