Connect with us



Notícias

Homem detido por dívida de pensão alimentícia que já havia sido paga será indenizado pelo Governo do Paraná

Publicado

em

Safismi

Um homem que foi preso por uma dívida de pensão alimentícia que já havia sido paga conseguiu na justiça o direito de ser indenizado pelo Governo do Paraná. O caso ocorreu na cidade de Rio Negro e a sentença foi dada nos últimos dias pelo juiz Alexandro Cesar Possenti.

O mandado havia sido emitido em maio de 2019. Em 17 de julho, no entanto, um acordo foi cumprido e o mandado revogado. Uma semana depois, no dia 24 do mesmo mês, os policiais foram até a casa do homem e o prenderam.

Um homem que foi preso por uma dívida de pensão alimentícia que já havia sido paga conseguiu na justiça o direito de ser indenizado pelo Governo do Paraná. O caso ocorreu na cidade de Rio Negro e a sentença foi dada nos últimos dias pelo juiz Alexandro Cesar Possenti.

O mandado havia sido emitido em maio de 2019. Em 17 de julho, no entanto, um acordo foi cumprido e o mandado revogado. Uma semana depois, no dia 24 do mesmo mês, os policiais foram até a casa do homem e o prenderam.

O homem afirmou que mesmo relatando que a pensão já estava paga, não foi ouvido. Ele disse que foi insultado, teve arma apontada para ele e foi constrangido diante de vizinhos. A justiça entende que o Estado errou ao não conferir se o mandado seguia em aberto.

“O que ficou demonstrado é que a segregação da liberdade do autor se deu em virtude do desencontro de informações, pois os servidores não se atentaram para a necessária verificação da vigência ou não do mandado de prisão antes de conduzir o autor à Delegacia, providência que, a meu ver, deveria ter sido tomada. Isso facilmente poderia ter sido resolvido com a consulta pelos servidores ao sistema”.

O valor da indenização foi fixado em R$ 7 mil. Cabe recurso da decisão.

Fonte: Mariana Lioto | Foto: Reprodução

eleicoes
Uniguaçu