Athletico sofre, mas transforma a posse de bola em vitória graças a insistência e a Bruno Guimarães

O Athletico controlou a posse de bola, mas sofreu com a marcação do Internacional e só venceu pela insistência de Marco Ruben e pela estrela de Bruno Guimarães. O 1 a 0 desta quarta-feira, Baixada, coloca o Furacão em vantagem na decisão da Copa do Brasil.

O Athletico, que chegou a ter 78% de posse no primeiro tempo, terminou o jogo com 63%. Porém, o time de Tiago Nunes viu o adversário finalizar mais: 9 a 10. A dificuldade rubro-negra era explicada principalmente pela postura dos dois times. O Furacão trocava passes sem muita velocidade e facilitava a marcação. E o Inter jogava fechado e saía em velocidade.

Publicidade

– Jogo muito parelho. Falo isso porque a posse de bola por si só não se traduz em chances. A gente dominou a bola durante a maior parte do tempo, mas o Inter teve mais finalizações. Um jogo muito equilibrado, um jogo tenso porque você precisa ter um nível de criatividade muito grande. O Inter fecha e é muito compacto – comentou Tiago Nunes.

ge