Único 100%, Palmeiras tenta manter toada por vantagem em mata-mata

Com 18 pontos ganhos, o Palmeiras já tem sua classificação bem adiantada depois de seis rodadas do Campeonato Paulista. Mas o discurso no clube é de que a concentração não pode diminuir nas últimas seis partidas da primeira fase.

– Um dos pontos abordados é que estávamos chegando na metade do campeonato. A fase classificatória termina daqui a seis jogos, mas a pontuação continua contando – diz o técnico Roger Machado.

Publicidade

Nas quartas de final, os dois primeiros colocados de cada chave se enfrentam em partidas de ida e volta. Atualmente, o Palmeiras é o líder do Grupo C, com nove pontos a mais do que o São Bento, segundo colocado. Novorizontino e Ferroviária têm oito e seis, respectivamente.

Se realmente terminar na primeira colocação do grupo, o time treinado por Roger disputará o duelo decisivo como mandante. O mesmo ocorre nas fases seguintes, em que a pontuação geral continua a ser computada.

Na edição passada da competição, então comandado por Eduardo Baptista, o Palmeiras terminou a primeira fase com a melhor campanha geral, com 25 pontos conquistados, passou pelo Novorizontino nas quartas e caiu para a Ponte Preta, em casa, na semifinal.

Desta vez, a toada inicial é ainda melhor. A equipe é a única com 100% de aproveitamento, algo que a torna o alvo a ser batido pelos adversários, o que, na opinião do elenco, não é exatamente ruim.

– Quando os adversários te olham com cautela e respeitando, isso mostra que o trabalho está sendo bem feito. Não vejo nada de mau nisso. Espero que a equipe continue conseguindo os resultados – argumenta o meia Michel Bastos.

– Hoje se fala muito do 100% da equipe, mas faz parte. Estamos no Palmeiras. Se amanhã ou depois o time perder, será cobrado. Temos que manter esse ritmo.

O primeiro dos últimos seis compromissos da fase de classificação será às 21h (de Brasília) desta quinta-feira, diante do vice-lanterna Linense, na arena.

G1

COMPARTILHAR