Connect with us

Destaques

Um motorista embriagado é flagrado a cada 37 minutos no Paraná

Publicado

em

Safismi

Na madrugada do último domingo, um acidente envolvendo um Ford Corcel e um Citroen Picasso resultou na morte de cinco pessoas na BR-476, a Linha Verde, em Curitiba. A tragédia, registrada na saída de uma casa noturna próxima ao bairro Campo de Santana, chama a atenção para um problema cujo flagrante tem se tornado cada vez mais frequente no Paraná: a embriaguez ao volante.

Segundo dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os flagrantes de motoristas dirigindo embriagados teve alta de 29,7% entre janeiro e setembro deste ano, saltando de 8.230 ocorrências nos primeiros nove meses de 2016 para 10.675 em 2017. Isso significa que o Paraná tem registrado uma média de 39 flagrantes por dia, ou ainda uma ocorrência a cada 37 minutos.

“A polícia não tem nenhuma dificuldade em fazer esses flagrantes e esse número é apenas uma amostra, é bem inferior ao que acontece de verdade. Tem ainda um comportamento muito arraigado entre setores da sociedade que insistem em consumir bebida alcoólica e depois dirigir”, aponta o policial rodoviário Fernando Oliveira, destacando que a PRF flagra diariamente uma média entre 9 e 10 motoristas bêbados no Paraná, número que chega a duplicar e até quadruplicar em finais de semana.

Para além do fato de ainda ser grande o número de motoristas que insistem em desrespeitas a lei, colocando a própria vida e a dos outros em risco, porém, há de se destacar que a fiscalização no estado tem se tornado cada vez mais rígida e frequente. Na PRF, por exemplo, todas as viaturas são equipadas com bafômetro. Além disso, o Detran-PR entregou neste ano 384 bafômetros para a Polícia Militar, número que chegará a 768 até o final de 2018, com um investimento de R$ 8 milhões.

“Hoje já vemos as pessoas respeitando um pouco mais, porque sabem que o agente fiscalizador tem o equipamento e numa fiscalização de rotina vai verificar também a questão do álcool”, aponta Marli Batagini, coordenadora de infrações do Detran. “Chegaremos num momento em que as pessoas não irão mais beber e depois dirigir, porque saberão que serão apenadas. Esse é o grande mote, a conscientização do cidadão, ele saber que está sendo fiscalizado.”
Ações

De hoje até o sábado, quem passar pelo centro de Curitiba na hora do almoço vai encontrar uma atividade inusitada. Atores vestindo túnicas brancas vão chamar a
atenção para o problema das mortes violentas no trânsito em quatro pontos considerados mais críticos pelo registro de acidentes.
As performances ocorrerão das 11h30 às 13h30, no cruzamento das avenidas Marechal Floriano Peixoto e Marechal Deodoro; na Avenida Sete de Setembro, próximo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR); no cruzamento entre a Avenida Silva Jardim e a Rua Alferes Ângelo Sampaio e na Avenida Visconde de Guarapuava.
A atividade é uma preparação para o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, celebrado no próximo domingo. Neste dia, às 17 horas, haverá uma caminhada até o Memorial das Vítimas de Acidentes de Trânsito, dentro do Parque Barigui.

Bem Paraná
Foto: Franklin de Freitas

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755