Connect with us

Notícias

Toque de recolher no Paraná termina nesta quinta-feira, mas pode ser prorrogado

Publicado

em

Quando os número de novos casos e óbitos pela Covid-19 voltaram a subir no Paraná a partir de meados de novembro, o governo do Estado decidiu endurecer as medidas de prevenção. A mais enfática delas foi o decreto que estabeleceu a limitação de horário para circulação de pessoas no período noturno, o chamado “toque de recolher”.

O decreto começou a valer no dia 2 de dezembro, e tinha prazo de vigência de 15 dias, prorrogáveis ou não. Ou seja, na próxima quinta-feira (17), o governo decide se prorroga ou não o decreto.

O decreto estadual foi acompanhado por decretos municipais, especialmente na Grande Curitiba, onde os municípios, além de aderir ao toque de recolher, também emitiram ou retomaram normas do período mais crítico da doença.

Curitiba, em bandeira laranja, fez por dois domingos seguidos a suspensão da maior parte das atividades, incluindo supermercados, shoppings e restaurantes, que puderam atender apenas em modelos delivery e drive thru. Essa medida valia para os últimos dois domingos, mas também deve passar por nova avaliação da saúde. O decreto de Curitiba é do dia 4 de dezembro com validade por 14 dias.

Novembro e dezembro registram cerca de 30% de todos os casos no Estado

Há nove meses os primeiros casos de Covid-19 foram confirmados no Paraná. No sábado passado foi a data que fechou este período dos primeiros registros no Estado, quando foram divulgados seis casos. Os casos cresceram gradativamente e o pico teria ocorrido supostamente em agosto, com estabilidade dos casos nos meses que se seguiram.

Entretanto, o relaxamente de medidas de prevenção, como o isolamento social, resultou em uma curva ascendente e preocupante. Somente em novembro e nos 11 primeiros dias de dezembro – até esta sexta-feira passada – o número de casos é maior do que o acumulado nos primeiros cinco meses da pandemia no Estado.

Foram 98.329 diagnósticos em 41 dias, quase um terço do total (30,7%) de todo o período, que somou 320.088 diagnósticos positivos.

De 12 de março a 31 de julho (142 dias), o Estado registrou 83.690 diagnósticos positivos da doença e 2.113 mortes. De 1º de agosto a 11 de dezembro (133 dias), foram 236.398 testes positivos, com a ocorrência de 4.530 óbitos devido a complicações da doença.

Fonte: Bem Paraná


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755