Tartaruga ameaça de extinção é encontrada morta em praia do Paraná

A equipe técnica do Laboratório de Ecologia e Conservação via Projeto de Monitoramento de Praias – Bacia de Santos (PMP-BS) encontrou o corpo de uma tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea ) morta no balneário Guarapari, em Pontal do Paraná. O corpo foi encontrado na quarta-feira (6).

O animal encontrado foi identificado como uma fêmea, com comprimento curvilíneo da carapaça (CCC) de 65,5cm, o que de acordo com a literatura indica ser um animal já adulto.

Publicidade

As tartarugas-oliva vivem em mares tropicais e subtropicais, nos oceanos Atlântico Pacífico e Índico. No Atlântico, ocorrem na América do Sul e na costa oeste da África. Hoje ela é reconhecida como em perigo de extinção pelo Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção (Icmbio – 2018), principalmente devido a degradação do ecossstema marinho.

As ações de resgate e atendimento à fauna realizadas pelo LEC/UFPR são parte do Projeto de Monitoramento de Praias PMP-BS, assim, caso registrem mamíferos, tartarugas e aves marinhas encalhados no Paraná, por favor, avisem a equipe do projeto ou diretamente ao Centro de Estudos do Mar pelo telefone 0800-642-3341 ou pelo 41 3511-8671

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. No litoral paranaense o projeto é executado pelo Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), do Centro de Estudos do Mar/UFPR

 

Bem Paraná

COMPARTILHAR