Connect with us



Notícias

Prefeito de Cascavel pode a qualquer momento decretar fechamento total na cidade

Publicado

em

Safismi

O Prefeito Leonaldo Paranhos fez uma transmissão ao vivo no Facebook, na tarde deste domingo (10), falando sobre algumas ações que serão tomadas para combater o Coronavírus.

Segundo o executivo, a qualquer momento pode ser realizado um fechamento total da cidade, igual ao que foi realizado no início da pandemia.

Paranhos ressaltou que as medidas que foram tomadas até o momento trouxeram um alívio para o sistema de saúde, sendo que não faltaram leitos de UTI e de Enfermaria para pacientes em tratamento de Covid-19.

Mesmo assim, ele ressaltou que a situação em Cascavel está controlada, mas não há o domínio da situação.

Já no início da semana, conforme Paranhos, será realizada a entrega de mais 10 leitos no Hospital Santa Catarina, que será o hospital de retaguarda.

Paranhos destacou que os principais pontos defendidos pela Administração estão sendo tratados como prioridade, sendo que o primeiro pilar é salvar o maior número de vidas e também não permitir que a rede entre em colapso.

Em números, a administração destacou que 92% do comércio cascavelense está aberto, sendo que as flexibilizações foram tomadas através de analises semanais.

Apesar disto, a Prefeitura tem conhecimento de que medidas drásticas podem ser necessárias, assim, há uma condição para o fechamento geral.

Outra medida que será tomada a partir de terça-feira (12), será uma regulação de cascavelenses que saiam da Capital do Oeste para ir a outros estados e cidades onde há grande número de contaminações.

Estas pessoas, antes de viajar, devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde informando que realizará o deslocamento a entes grandes centros.

Caso as comunicações das viagens não sejam realizadas, medidas drásticas podem ser tomadas.

Durante a Live, o Prefeito respondeu algumas perguntas dos seguidores, sendo que muitos deles falaram sobre o descumprimento do decreto, por parte de algumas empresas.

Paranhos destacou que até o momento nenhuma multa ou penalização à comércios foi realizada, entretanto, o Ministério Público está realizando fiscalizações e encaminhando as denúncias ao Paço Municipal.

Desta forma, a administração terá que seguir as determinações da Justiça e, possivelmente, cassar os alvarás das empresas.

Fonte: CGN

eleicoes
Uniguaçu