Connect with us

Jornal no Campo

O mercado da carne no contexto mundial

Publicado

em

Nas unidades de abate, os frigoríficos têm adotados medidas rigorosas no fluxo de colaboradores para evitar o contágio da doença, uma vez que as consequências seriam desastrosa no momento delicado que vive a economia brasileira. Os produtores rurais com investimentos altos tentam saldar os empréstimos e a manutenção dos galpões, instalações, alimentos e todos os insumos envolvidos na produção de bovinos, suínos e aves.

Os Estados Unidos, um dos maiores concorrentes na comercialização de carne bovina, já registra queda de 30% no abate de bovinos.

Nas últimas semanas a pandemia se espalhou e levou unidades processadoras de carne a interromperem as operações, sem local para abater os animais os produtores norte -americanos viram as cotações de suínos cair 25% desde janeiro. No mercado bovino, o recuo chegou a 30%. No Brasil todas as medidas de controle seguem os padrões da OMS, para tentar barrar o avanço da doença. Para o setor de carne no Brasil isso seria desastroso para economia, afetando toda cadeia produtiva e o comércio dependente do agronegócio.

Fonte: Adriano Ramos Cardoso | Foto: Reprodução

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755