Connect with us

Notícias

Município de Foz do Iguaçu quer implantar programa de hortas escolares

Publicado

em

Incentivar a alimentação nutritiva, saudável e ambientalmente sustentável como eixo gerador da prática pedagógica. Este é o objetivo do projeto Plantando e Educando – Hortas Escolares, que será implantado a partir de fevereiro nas escolas municipais e centros municipais de educação infantil (CMEIs).

Idealizado pela Secretaria Municipal de Agricultura com apoio das Secretarias de Educação Meio Ambiente, Segurança e Itaipu Binacional, o programa quer tornar mais próxima à convivência dos alunos com o plantio de produtos que serão aproveitados na merenda. “O projeto vai alem da alimentação saudável. A ideia é oferecer um laboratório natural que desperte nas crianças noções de cooperação e socialização, promovendo também estudos, pesquisas e debates sobre questões ambientais”, explicou o diretor da Secretaria de Agricultura Jan Albert Nieuwenhoff.

Inicialmente, o projeto será desenvolvido em 53 instituições – 34 escolas municipais e 19 centros municipais de educação infantil (CMEI). “Algumas já possuem hortas e em outras elas serão desenvolvidas por técnicos da secretaria. Cada escola define o espaço onde a horta será construída, a Secretaria de Agricultura fará a orientação e a entrega das mudas e sementes. A Secretaria de Segurança, através da Guarda Municipal vai ajudar no desenvolvimento, assim como o Patronato, que ofertará mão de obra”, detalhou Jan.

Os kits de ferramentas para o cultivo das hortas já foram adquiridos e serão entregues no inicio do ano letivo pela Secretaria de Meio Ambiente. Cada kit é composto por um carrinho de mão, enxada, pá, rastelo, enxadão, regador e luvas. Em fevereiro também será promovido uma oficina sobre horta mandala para a equipe de construção das hortas (GM, Patronato e um representante de cada unidade escolar).

Mesmo com as hortas – onde serão produzidas hortaliças, frutas e plantas medicinais – todas as escolas municipais e Cmeis continuarão recebendo os produtos da Agricultura Familiar e do PAA, Programa de Aquisição de Alimentos, que já acontece com vários produtores rurais da cidade. Eles são cadastrados no sistema e vendem seus produtos frescos para o Banco que repasse a todas as escolas. Os alimentos cultivados nas hortas serão como um complemento daquilo que pode ser utilizado nas refeições diárias.

Em 2015, quando deputado estadual, Chico Brasileiro propôs na Assembleia Legislativa a criação da Semana da Alimentação Escolar Saudável, como forma de contribuir para a promoção da saúde e prevenção de doenças. Na mesma oportunidade, foi lançada a ideia do projeto de “Segurança Alimentar”, abrindo as discussões em torno da alimentação rica em alimentos mais saudáveis nas escolas, despertando o interesse das próprias crianças em substituir industrializados por produtos mais naturais.

Ainda em 2015, na Assembleia Legislativa, Chico Brasileiro se tornou membro fundador da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional, abrindo discussões mais específicas em torno do tema.

Cultura Foz

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755