MST protesta e libera cancelas na praça do pedágio de São Miguel do Iguaçu

Os manifestantes colocaram faixas com a frase “eleições sem Lula é fraude” e liberaram as cancelas do pedágio, abrindo a passagem aos veículos sem pagar.Equipes da Polícia Rodoviária Federal estão no local monitorando a manifestação e para garantir a segurança de quem trafega na rodovia.

Segundo a Folhapress – agência de notícias do Grupo Folha, na noite da última segunda-feira (16), em discurso capital federal, o coordenador do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra), João Pedro Stedile, defendeu invasões de terra como forma de pressionar pela liberação de Lula. “Nós vamos ocupar nesta semana terras, porque queremos o Lula livre”, disse.

Publicidade

Ele chamou o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin de “traidor” e defendeu que a militância envie cartas às ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia. “Fachin traiu o povo brasileiro. Se mude para Miami”, afirmou.

Segundo ele, o MST não apoiará qualquer outro candidato do PT que não seja Lula e é necessário que a militância petista parta para a ofensiva. Na avaliação dele, a Rede Globo é a grande inimiga dos movimentos de esquerda.

“Não pode deixar a Rede Globo em paz: joguem ovos ou joguem o que tiverem. A Globo é a nossa inimiga”, defendeu.

COMPARTILHAR