Connect with us

Esporte

Jael cresce no fim do ano, abre disputa com Barrios e vai da Série C ao Mundial

Publicado

em

Safismi

Pode parecer inverossível. Mas o centroavante do Grêmio que não marcou um gol sequer em 2017 abriu a briga para ser titular na final do Mundial de Clubes, talvez o jogo mais importante da história tricolor. Jael viveu um ano de recuperação após o rebaixamento pelo Joinville, na temporada passada. Superou uma lesão séria no joelho no início do ano e agora é cotado para substituir Barrios na decisão deste sábado contra o Real Madrid.

E, para quem acompanha o Grêmio de perto, isso não chega a ser surpresa. Nas últimas vezes em que Jael foi acionado, o centroavante melhorou o time do Grêmio. Contra o Pachuca, na última terça, foi mais um exemplo. Com sua característica de briga e disputa física com os zagueiros, ganhou muitas vezes a posse de bola no campo ofensivo. E deu continuidade às jogadas, algo que Barrios não estava conseguindo.

– Sempre quando entro, é para dar o meu melhor, independente se sair jogando ou não, quero ajudar meus companheiros, o Renato, o Grêmio. O Renato sempre fala que não importa o quanto for jogar, procure entregar no tempo em campo. Sempre vou entrar com esse pensamento. Depende do Renato. Estou com o pensamento de ajudar – disse Jael, ao ser questionado sobre a possível titularidade.

Outra novidade para Jael tem sido a reação da torcida com ele. Fortemente contestado desde que foi contratado, o atacante virou uma espécie de talismã. Ao ser chamado por Renato para entrar em campo contra os mexicanos, o centroavante, diferente de outras oportunidades, foi saudado pelos gremistas presentes no estádio. A confiança do técnico o camisa 9 sempre teve, até por ser uma indicação do comandante. Mas faltava um clima mais propício para mostrar seu futebol.

A final do Mundial também pode representar uma volta por cima na trajetória pessoal do atacante. Ano passado, ele atuava pelo Joinville. Perdeu dois pênaltis em duelo decisivo e acabou como personagem principal no rebaixamento à Série C do time catarinense, pelo qual nutre um carinho pessoal. Aliado a isso, tem contrato até o fim de dezembro. Uma chance e uma boa atuação podem garantir de vez a renovação.

Globo Esporte

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755