Connect with us

Destaques

Homenagens à Nossa Senhora Aparecida mobilizam comunidade de São Miguel do Iguaçu

Publicado

em

Milhares de fiéis de São Miguel do Iguaçu e região se reuniram nesta quinta-feira (12/10) no entorno da gruta ao lado de sistema irradiante da Rádio Jornal. A tradicional programação do feriado de 12 de outubro ganhou ainda mais força em 2017 com as comemorações referentes ao Jubileu dos 300 anos do aparecimento da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Realizada pela Paróquia de São Miguel do Iguaçu, em parceria com a Rádio Jornal, a homenagem à Nossa Senhora Aparecida mobilizou a comunidade católica em uma procissão, seguida de uma grandiosa celebração com a presença da imagem. Os romeiros se concentraram, já nas primeiras horas da manhã, na Igreja Matriz e seguiram até a estrada para Aurora do Iguaçu. A caminhada foi marcada por cantos e orações à Santa, considerada a “padroeira do Brasil”.

Após a procissão, teve início a Santa Missa celebrada pelo Pe. Leonardo na gruta da Rádio Jornal. Uma multidão de fiéis ocupou o espaço preparado com decoração e serviços de jardinagem especialmente para a data. O momento contou ainda com a presença da dupla Héster & Helena, interpretando uma canção autoral composta em homenagem à Nossa Senhora Aparecida.

NOSSA SENHORA APARECIDA

Foi em 1717 que uma imagem simples e quebrada transformou a fé de um povo até receber o título de Padroeira do Brasil.

Tudo começou quando os pescadores foram encarregados de conseguir peixe para o banquete que a Vila de Santo Antônio de Guaratinguetá iria oferecer a Dom Pedro de Almeida e Portugal, o Conde de Assumar, que na época também era o Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, e estava visitando a região no período de 17 a 30 de outubro de 1717.

Foi após várias tentativas de pesca, que os três pescadores tiraram das águas escuras do Rio Paraíba uma imagem de Nossa Senhora que veio nas redes em dois pedaços: primeiro o corpo e em seguida, rio abaixo, a cabeça. Os pescadores que antes não tinham conseguido pescar nada, encheram as suas redes com uma quantidade abundante de peixes.

Antes de levarem os peixes para o banquete, entregaram os pedaços da estátua a Silvana da Rocha Alves, esposa de Domingos, irmã de Felipe e mãe de João, que reuniu as duas partes com cera, e a colocou num pequeno altar na casa da família, agradecendo a Nossa Senhora o milagre dos peixes.

 

Fernando Figa
Rádio Jornal São Miguel

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755