Connect with us

Esporte

Grêmio vira sobre o Santos, fica com um a mais e cede empate no fim

Publicado

em

Tricolor chega ao 17º resultado de igualdade no Campeonato Brasileiro e sai na bronca com arbitragem, que marcou dois pênaltis para o Peixe, um deles nos acréscimos

Os gremistas já respiravam aliviados com o fim do jejum de seis jogos sem vitórias no Brasileirão. Porém, com dois gols de pênalti, um deles nos acréscimos, o Santos buscou o empate em 3 a 3 na tarde desta quarta-feira, na Arena, pela 34ª rodada do Brasileirão. A partida teve virada gaúcha para 3 a 1 após sair atrás no placar, três pênaltis e mais polêmica com o árbitro de vídeo. O Peixe, por sua vez, reage depois da perda da Libertadores e ganha força por buscar o resultado com um jogador a menos.

  • Como fica

    O empate mantém o Grêmio na sétima colocação com 53 pontos. Não poderá ser ultrapassado após o fim da rodada. Já o Santos sobe três posições, fica em oitavo com 46, mas seca adversários que estão próximos.

  • Próximos jogos

    O Santos entra em campo primeiro na 35ª rodada. No sábado, às 21h, enfrenta o Atlético-GO no Antônio Accioly. Já o Grêmio espera até a segunda-feira. O adversário será o Botafogo, às 20h, no Nilton Santos.

    • O Santos chegou a Porto Alegre em clima de ressaca pelo título perdido da Libertadores diante do Palmeiras no sábado passado. Ainda não tinha Marinho, Soteldo e os negociados Lucas Verissimo e Diego Pituca. Mesmo assim, mostrou força. Saiu na frente em contra-ataque construído pelo zagueiro Luan Peres, concluído por Kaio Jorge. O Grêmio cresceu na partida e buscou o empate após John cometer pênalti em Pepê aos 32 do primeiro tempo. Diego Souza converteu. Logo na volta do intervalo, os donos da casa dispararam dois gols em um lampejo. Jean Pyerre virou no primeiro minuto, e Pepê fez 3 a 1 aos sete. Então, o Tricolor colocou a vantagem embaixo do braço e chamou o Peixe. Com auxílio do VAR aos 18, o árbitro marcou pênalti de Matheus Henrique. Arthur Gomes diminuiu. Aos 41, Sandry foi expulso e tornou a missão paulista ainda mais difícil. Porém, aos 49, com nova ação do árbitro de vídeo, veio o empate. Luiz Fernando tocou a bola com o braço na área em lance de escanteio. Madson decretou o empate, o 17º do Grêmio no Brasileirão.

    • Primeiro tempo

      Recheado de desfalques, o Santos encontrou um Grêmio praticamente completo na Arena. Não se intimidou. Em contra-ataque de cartilha puxado pelo zagueiro Luan Peres, Kaio Jorge abriu o placar aos sete minutos. Mas o Tricolor foi para cima. Martelou tanto que empatou aos 36, em cobrança de pênalti de Diego Souza, após Pepê ser derrubado na área por John. Aos 42, Victor Ferraz saiu na cara do gol e tentou o passe em vez de finalizar. Perdeu a chance.

    • Segundo tempo

      Foram 45 minutos alucinantes! Com passes envolventes logo após a bola rolar, o Grêmio virou o jogo com Jean Pyerre. Aos sete minutos, mais uma vez de pé em pé, foi a vez de Pepê marcar. A vitória parecia incontestável. Só que os pênaltis – e o VAR – mudaram a história do duelo. Aos 18, o árbitro Wilton Pereira Sampaio ouviu da equipe do vídeo que Matheus Henrique havia tocado a bola com o braço na área. Ele apontou a infração, e Arthur Gomes acertou a penalidade. Ainda à frente, o Grêmio seguiu sem dominar. Só que aos 41 Sandry recebeu cartão vermelho, o que resolveria a vida tricolor. Resolveria… Em novo lance de bola mão na área, aos 49, Wilton Pereira Sampaio foi verificar o lance nas imagens. Viu pênalti. Madson empatou. Grêmio 3 x 3 Santos.

      Após o apito final, o volante Matheus Henrique afirmou que não adiantaria reclamar mais uma vez da arbitragem, algo recorrente nos jogos do Grêmio. Ele afirmou que no lance de seu pênalti cometido, sequer participou do lance. O árbitro Wilton Pereira Sampaio ouviu o VAR e marcou. Nos minutos finais, em lance de escanteio, a bola escorreu no braço de Luiz Fernando. Desta vez, Sampaio foi analisar a imagem da jogada. Marcou a penalidade, para irritação dos tricolores. O técnico Renato Portaluppi conversou com o juiz ainda no gramado de forma veemente. Em vão.

      Fonte: Ge | Foto: André Ávila / Agencia RBS

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755