Connect with us



São Miguel do Iguaçu

Doença renal em felinos: Entenda o que é e como evitar

Publicado

em

Safismi

Os donos de felinos com certeza já ouviram falar que doença renal pode afetar os gatos e que hoje essa é uma das doenças mais comuns da espécie. Mas sabemos que não só os gatos podem ser afetados por essa enfermidade, na verdade, em razão de alguns fatores que são característicos dos gatos, eles acabam sendo mais prejudicados.

Por que as doenças renais afetam os gatos?

Assim como para os humanos, os rins têm funções essenciais para o organismo dos felinos, eles atuam na filtração do sangue, o que ajuda a eliminar substâncias tóxicas, controlar a pressão arterial, auxiliar na hidratação, produzir hormônios e urina.

Em meio a natureza os gatos são conhecidos como caçadores, pois eles se alimentam de pequenas caças, ou seja, comida relativamente úmida. Já como animais domésticos, o principal meio de alimentação são as rações secas, o que pode vir a desencadear os problemas renais em felinos.

Uma das causas de complicações renais em gatos é a velhice, ou seja, a expectativa de vida dos gatos é levada em consideração quando se trata desse diagnóstico. Porém, gatos jovens também estão propensos a esse caso, por predisposição genética ou racial, os Abissínios e os Persas são as raças que têm maior índice da doença renal enquanto jovens.

A partir do momento que os rins do animal apresentam alterações por 3 meses ou mais, já é considerado um caso de doença renal crônica, pois começa a se tratar de uma enfermidade que evolui de forma gradual, podendo progredir, avançar e se desenvolver irreversível.

Dicas que todo tutor de felinos deve colocar em prática para prevenir doenças renais:

Água em movimento: Conhecidos por serem animais extremamente espertos e inteligentes, os gatos preferem beber a água corrente do que a água parada no pote, portanto o ideal é ter ao menos uma fonte.

Alimentação: São prescritas dietas específicas com teor controlado de proteínas, fósforo e sódio para aliviar a carga nos rins, minimizar os sinais clínicos e ajudar a reduzir a progressão da doença. A dieta varia de acordo com o estágio da doença e as condições específicas do gato.

Comida longe da caixa de areia: Lugar de comida com certeza não é próximo da caixinha de areia. Esse local é banheiro dos felinos, portanto, em hipótese alguma deixe os recipientes de comida e bebida dos animais próximo ao local de suas necessidades, essa também é uma forma de evitar doenças renais, pois algumas podem ser causadas por meio das bactérias e vírus.

Água nunca é demais: De fato para os felinos a água é muito importante, pois para prevenir as doenças renais essa é uma das principais formas. Então, oferecer sachês misturados com ainda mais líquido e deixar o potinho de água à vontade espalhado pela casa, são dicas muito boas.

Bom, com tantas informações conseguimos concluir que a prevenção é o melhor caminho, nunca deixe de realizar check-up com um médico veterinário, pelo menos uma vez ao ano, esse ato é essencial e pode garantir a qualidade de vida do seu pet.

Para marcar um check-up do seu bichano, entre em contato pelo telefone (45) 3565-3037.

 

Fonte: assessoria

Uniguaçu