Connect with us



Destaques

Doação do Campo do Comercial é rejeitada na Câmara de Vereadores

Publicado

em

Safismi

O Projeto de Lei 152/2019 foi rejeitado em votação na tarde desta segunda-feira (18/11) no plenário da Câmara Municipal de São Miguel do Iguaçu. A proposta recebeu quatro votos favoráveis e quatro contrários, sendo que eram necessários dois terços para sua aprovação.

Votaram contra o projeto os vereadores Boaventura Motta (MDB), Professor Ari (PPL), Eliseu Marciano Presa (PSDB) e Silvio Marcos Murbak (SD). Os parlamentares favoráveis foram Alfredo Junior Mendes (PR), Vanderlei dos Santos (PSDB), Lafaiete Ganda Meira (PSDB) e Francisco Machado Mota (SD). A vereadora Flávia Dartora (PRB) não compareceu na sessão.

O Presidente da Câmara, Boaventura Motta (MDB), manifestou alívio com a votação do texto. Para o vereador, a rejeição se deve à versão original da proposta enviada ao Legislativo.

Para o advogado Sandro Marcon, que representa o Comercial Futebol Clube, o resultado da votação reflete o que prevê a escritura do projeto. Segundo Marcon, o documento prevê a utilização do imóvel exclusivamente para atividades esportivas.

O vereador Vanderlei dos Santos, o Wando da Garagem, considera que os demais parlamentares não entenderam o projeto como um investimento para a população.

O vice-presidente do Legislativo Municipal, Vereador Ari Luiz Jarczewski (PPL) afirma que seu voto foi baseado no parecer jurídico da Câmara.

A manutenção das estradas rurais do município voltou a ser tema de indicação na Câmara de Vereadores. Lafaiete Ganda Meira cobrou da prefeitura a reposição de pedra britada e cascalhos em localidades do interior.

Uma indicação do Vereador Wando da Garagem (PSDB) propõe que o Prefeito Claudio Dutra se manifeste contra o reajuste de 12% na tarifa da Sanepar. De acordo com o parlamentar, o município tem poder de veto e pode impedir o aumento ao consumidor de São Miguel do Iguaçul

 

Fernando Figa
Redação RJ

Uniguaçu
eleicoes