Connect with us

Região

Coronavírus: Leitos de UTI estão 100% ocupados no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu

Publicado

em

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, atingiu a lotação máxima nos leitos exclusivos para pacientes com a Covid-19, por volta das 11h desta segunda-feira (8), conforme a direção da unidade.

Segundo o diretor do Hospital Municipal, Sérgio Fabriz, os 50 leitos disponíveis na unidade estão ocupados na UTI Covid-19. A última vez que a cidade atingiu essa lotação foi em dezembro de 2020.

“Nós temos visto é que aumentou o número de pacientes de UTI abaixo de 50 anos, que eram o que quase não ocupavam a UTI, então tivemos um aumento considerável disso.”

Até a publicação desta reportagem, a taxa de ocupação dos leitos no Hospital Municipal não tinha sido atualizada no boletim diário da Secretaria do Estado da Saúde (Sesa).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até domingo (7), Foz do Iguaçu registrou 23.283 casos confirmados do novo coronavírus e 351 mortes pela Covid-19. A cidade conta com 800 casos ativos da doença.

De acordo com o diretor, até que a taxa de ocupação diminua na UTI, os novos pacientes graves que chegarem na unidade poderão ser atendidos nos 14 leitos extras de pronto-socorro respiratório.

“Fica aquele alerta. Novamente tivemos festas no fim de semana, parece que as pessoas ainda não compreenderam que a pandemia não acabou. Agora vem a vacina, que vai ajudar, principalmente, o grupo de idosos, mas o jovem acima de 40 anos e pessoas de média idade também têm que se preocupar em relação ao atendimento”, explicou Fabriz.

 

No período de lotação, novos pacientes também poderão ser transferidos para o Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, ou para o Hospital Madre de Dio, em São Miguel do Iguaçu, além das cidades que compõem a macrorregião oeste.

Conforme o diretor, é possível que o crescimento das internações em estado grave tenha relação com o período de fortes chuvas na cidade, que aumentou o isolamento das pessoas.

“As pessoas acabaram, talvez, não saindo pela procura do serviço de saúde. Por isso, estão chegando mais graves nos últimos dias do que estava acontecendo. Talvez houve um retardamento da procura pelo serviço de saúde”, contou.

 

O município conta com o serviço de telemedicina para pacientes e atendimento domiciliar para idosos com comorbilidades, conforme o diretor.

O objetivo do serviços é evitar que os casos de infecção se agravem e precisem de internamento.

Plantão coronavírus

  • Whatsapp e ligação: (45) 3521-1800
  • Ligação gratuita: 0800 645 5655

Fonte: G1 PR e RPC Foz do Iguaçu  | Foto: Divulgação

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755