China alerta para retaliação se EUA adotarem novas tarifas

A China será forçada a retaliar se os Estados Unidos implementarem novas medidas tarifárias, alertou nesta quinta-feia o Ministério do Comércio chinês, enquanto as duas maiores economias do mundo permanecem em uma guerra comercial.

Os mercados globais permanecem nervosos depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou com novas tarifas sobre outros 200 bilhões de dólares em importações chinesas.

Publicidade

“Se os Estados Unidos, independementemente de oposição, adotarem qualquer nova medida tarifária, a China será forçada a adotar medidas retaliatórias necessárias”, disse o porta-voz do ministério, Gao Feng, em entrevista à imprensa.

A China vai monitorar de perto o impacto de qualquer nova tarifa e adotar fortes medidas para ajudar empresas chinesas ou estrangeiras que operam no país a superar as dificuldades, disse Gao.

O governo Trump está pronto para avançar com uma próxima rodada de tarifas após o término do período de consulta pública à meia-noite em Washington nesta quinta-feira, mas o momento é incerto, disseram à Reuters pessoas familiarizadas com os planos do governo.

 

Notícias Agrícolas

COMPARTILHAR