Connect with us

JORNAL.AM NEWS

Cascavelenses infectados nas praias de Santa Catarina relatam novo surto da Covid-19

Publicado

em

O crescente número de casos da Covid-19 tem preocupado as autoridades de saúde com uma nova onda do vírus em todo o país.

O número crescente de infecções é ligada por especialistas ao espalhamento da variante Ômicron, que é transmitida com mais facilidade que formas anteriores do vírus. De acordo com previsões da Organização Mundial da Saúde (OMS), ela deve tornar-se a cepa dominante em vários locais do mundo nas próximas semanas.

De acordo com o levantamento da organização Our World In Data, o mundo bateu um novo recorde de casos da Covid-19 registrados em 24 horas nesta quarta-feira (5), chegando aos 2,59 milhões. O recorde anterior havia sido registrado no dia anterior, 4 de janeiro, com 2,4 milhões. No Brasil, foram registrados 19 mil novos casos nas últimas 24 horas.

Festas de final de ano

Um dos destinos turísticos mais procurados em época de férias e festas é Santa Catarina, com as belas praias em Florianópolis e Balneário Camboriú. Além do litoral paranaense, é um dos lugares mais visitados por moradores de Cascavel e região.

Em Santa Catarina, o número de casos ativos da covid-19 voltou a crescer. Nesta quarta-feira (05) o estado registrou 8.405 pacientes que ainda podem transmitir o vírus. Na terça-feira (04) eram 6.203 casos, havendo a confirmação de 2.202 casos ativos em 24 horas. Esta é a maior quantidade de casos ativos no estado desde outubro de 2021. Ao menos 166 cidades tiveram crescimento nas contaminações na última semana.

Covid-19 em Cascavel

Com o retorno de muitos moradores que viajaram nesse período de festas, o que chama a atenção é o número de casos ativos da Covid-19 em Cascavel, após o período de festas. O documento emitido pela Secretaria de Saúde do município mostrou que 66 pessoas estão com o vírus ativo no organismo em Cascavel. Na terça-feira (4) eram 49 pessoas, na segunda-feira (3) eram 41 e no dia 31 de dezembro de 2021 eram apenas cinco casos.

CGN teve acesso a mensagens e conversou com moradores de Cascavel que, em um grupo de amigos do WhatsApp, disseram terem sido infectados após a viagem durante o período de festas.

Na conversa do grupo de amigos, um deles relata que a filha testou positivo, mesmo após ter tomado as duas doses da vacina.

Ele disse ainda que outras quatro pessoas do grupo que ela estava em Florianópolis, também foram infectadas, segundo ele, todos jovens entre 20 e 25 anos e imunizados com as duas doses da Pfizer. O homem ainda ressalta que após o carnaval deve vir a terceira onda da doença.

Profissional da saúde de Cascavel também foi infectada

A reportagem conversou com uma profissional de saúde que relatou ter voltado de férias e testado positivo para o vírus.

A mulher que preferiu não ser identificada, pediu a publicação do relato para alertar a população da importância da vacina e do perigo do vírus. Ela relatou ainda a preocupação com o aumento de casos e superlotação das UTIs do município.

Conforme relatado, ela viajou com a família após o Natal para passar o Réveillon em Santa Catarina. Ela disse que as praias estavam lotadas e que mesmo vacinada, ela também foi contaminada pelo vírus e está afastada do trabalho.

Variante Ômicron faz a primeira vítima no Brasil

A cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás, registrou a primeira morte pela variante Ômicron do Coronavírus, nesta quinta-feira (6).

PUBLICIDADE

A Secretaria de Saúde da cidade informou que a confirmação da morte acontece dez dias após a declaração de transmissão comunitária da cepa na cidade.

Variante mais transmissível

Na terça-feira (04), o gerente de incidentes da OMS, Abdi Mahamud, afirmou que a entidade vê evidências de que a Ômicron, apesar de mais transmissível, pode causar sintomas mais leves. Mesmo assim, o alerta é que o momento pede cautela. Com a alta de casos de Covid-19, grandes eventos e aglomerações devem ser evitados para diminuir o agravamento do cenário atual.

A vacinação, segundo especialistas, ainda é a forma mais eficaz de evitar infecções graves, mortes e hospitalizações pela Covid-19, e manter o quadro vacinal atualizado é essencial.

Fonte: CGN

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755