Auxiliar de Tite faz “intensivão” de Paquetá antes de primeira convocação de 2019

Desde o fim de janeiro, Sylvinho, auxiliar de Tite na seleção brasileira, tem se dedicado a observar de perto a adaptação de Lucas Paquetá ao Milan. Negociado pelo Flamengo no ano passado, o meio-campista é a maior esperança da comissão técnica para exercer a função de “ritmista”, termo criado por Tite antes da Copa do Mundo, mas até agora uma lacuna no grupo.

Há duas razões básicas para essa atenção especial a Paquetá:

Publicidade

A escassez de meio-campistas, principalmente mais jovens, que possam dividir a criação com Coutinho, independentemente de atuarem centralizados ou pelo lado;
O fato de não terem podido convocar Paquetá para os últimos quatro amistosos de 2018, em razão da participação do Flamengo nas retas finais do Brasileirão e da Copa do Brasil.
Paquetá em ação pelo Milan contra a Roma — Foto: Paolo Bruno/Getty Images Paquetá em ação pelo Milan contra a Roma — Foto: Paolo Bruno/Getty Images
Paquetá em ação pelo Milan contra a Roma — Foto: Paolo Bruno/Getty Images

Sylvinho assistiu à vitória do Milan por 2 a 0 sobre o Napoli, no dia 29 de janeiro, e ao empate de 1 a 1 com a Roma, no último domingo. Paquetá foi titular e substituído em ambos. O auxiliar ainda estará na partida contra o Cagliari, no próximo domingo.

– É um atleta de importante monitoramento e que tem respondido bem a esse estágio de adaptação. O Milan é um grande clube, bem organizado pelo Gattuso e possui movimentos táticos parecidos com os da Seleção. Essas primeiras avaliações do Paquetá na Europa são muito positivas e sem dúvidas é um jogador com muita margem de crescimento – disse Sylvinho ao site da CBF.

A ideia de Tite é convocar Paquetá para os amistosos dos dias 22, com rival indefinido, e 26 de março, contra a República Tcheca. O retorno de Sylvinho poderá ratificar seu nome na lista, que deverá ser divulgada nos últimos dias de fevereiro.

Além do Milan, o auxiliar já assistiu ao Porto, de Militão, à Juventus, de Alex Sandro e Douglas Costa, e estará nesta quarta-feira na semifinal da Copa do Rei, o superclássico entre Barcelona e Real Madrid. A ascensão de Vinicius Junior no Real é a principal razão dessa viagem.

Ainda em fevereiro, o auxiliar técnico e tecnológico Matheus Bachi e o preparador físico Fábio Mahseredjian também irão à Europa, enquanto o analista de desempenho Thomaz Araújo vai acompanhar os principais jogos dos estaduais.

G1