Connect with us

Notícias

Após bater duas vezes em outros veículos e atropelar pedestre, motorista bêbado foge e capota o carro

Publicado

em

Um motorista de aproximadamente 25 anos provocou, por volta das 17 horas deste sábado (25), diversos acidentes de trânsito com o Fiat Uno, no bairro Caiuá, em Curitiba. Foram duas batidas, um atropelamento, além de duas tentativas de fuga que terminaram com o carro capotado.

Sobre o atropelamento
Em entrevista à Banda B, uma senhora, que não quis ser identificada e presenciou o fato, deu detalhes da situação.

“O cara do Uno vinha pela rua Arnaldo Ferreira Velozo. Ao tentar entrar na rua Marcos Antonio Malucelli, ele bateu no Ford Ká da vítima. Nisto, o rapaz abriu a porta e saiu para tentar conversar com o motorista. O bêbado não parou, acelerou e passou por cima do outro”, explicou.

A senhora mencionou que o motorista tem o costume de praticar rachas na região, durante a noite. Ela disse que, por sorte, a vítima não morreu no local.

“Quase matou o rapaz. Quem viu, sabe que foi feio”, pontuou.

Capotamento
Em seguida, após fugir do atropelamento, o rapaz foi, mais uma vez, em alta velocidade pela ruas locais. Quando entrou na rua Lauro Grein, próximo ao conjunto Caiuá, o motorista perdeu o controle do veículo. O Fiat Uno teria capotado depois de acertar um Eco Sport. O veículo parou na parede de uma casa.

O proprietário do Eco Sport estava na frente de casa e conversava com um vizinho no momento que tudo aconteceu. Em entrevista à Banda B, ele disse que tudo foi tão rápido que não deu nem tempo de reagir.

“Eu tomei um susto. Eu conversava com o meu vizinho, sentado na rua. Ainda bem que o meu carro estava aí para nos proteger, se não o Uno tinha passado por cima da gente”, contou.

O auxiliar administrativo, de 25 anos, disse que pretende entrar na justiça para recuperar aquilo que lhe pertence.”Eu tenho seguro, mas não sei ele. Agora, é ver isto na justiça”, pontuou.

BPTran
O tenente Bernardi, do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), revelou que o carro pertence à mãe. Além disto, ele ressaltou o risco que o motorista correu após sair do carro.

“Ele correu o risco também. O pessoal ficou nervoso com a situação e quase que ele foi linchado. Mas, após a bondade de um outro vizinho, o jovem foi recolhido para dentro da residência e isto não aconteceu”, pontuou.

Após os sinais de embriaguez e as diversas embalagens de bebidas encontradas no carro, o BPTran ofereceu o teste do bafômetro. Nele, foi constatado um valor 0,70, um grau de teor alcoólico maior do que o permitido.

Bernardi lamentou o fato. “Não pode, né! Um sábado bastante movimentado, várias ocorrências neste sentido. Infelizmente, o resultado acaba sendo sempre o mesmo. O individuo embrigado, causando danos e lesões em outras pessoas”, afirmou.

Após os atendimentos do SIATE e do BPTran, o jovem foi encaminhado a delegacia. O rapaz que foi atropelado foi encaminhado ao hospital. Até o momento, não se sabe a identidade do mesmo.

Fonte: Banda B

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home3/radiojornal/public_html/wp-includes/functions.php on line 4755