Acusado de matar família em Pinhais é preso em Foz do Iguaçu; crime bárbaro aconteceu em 2016

Suspeito de um quádruplo homicídio foi preso, nesta terça-feira (26), no Jardim Califórnia, em Foz do Iguaçu. O crime aconteceu há quase três anos, em março de 2016, no município de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Um casal e duas crianças gêmeas foram executadas a golpes de enxada.

Investigadores do Grupo de Diligências Especiais (GDE), da 6ª Subdivisão Policial (SDP) de Foz do Iguaçu, fizeram a prisão de Emerson dos Santos Simplício, de 47 anos. Segundo os policiais, ele estava na casa de familiares e não resistiu à prisão. O acusado foi apresentado na delegacia e será encaminhado à Cadeia Pública Laudemir Neves. Cabe agora à Vara de Execuções Penais pedir a transferência do preso para o município onde aconteceu a chacina.

Publicidade

O crime
Simplício é acusado de matar a ex-companheira, Lindalva dos Santos, 47 anos, o atual marido dela, Paulo Roberto Rodrigues Fuiza, 54 anos, e as duas filhas dela, as gêmeas Camile e Nicole dos Santos, de seis anos. O crime, com requintes de crueldade, aconteceu em Pinhais, no dia 16 de março de 2016, na Rua Jerônimo Mendes dos Santos, na Vila Maria Antonieta.

Segundo relatos, o chefe de Paulo Roberto estranhou o fato do funcionário ter faltado ao trabalho por três dias e foi até sua casa. Quando chegou ao local, encontrou o homem morto e uma mulher caída ao lado da cama. No quarto havia uma enxada ensanguentada. Na sequência, a Polícia Militar (PM) localizou os corpos das duas crianças. Na época a Polícia Civil relatou que os quatro corpos estavam em avançado estado de decomposição, o que apontava que eles tinham sido assassinados há vários dias.

Durante a investigação foi pedida a quebra de sigilo telefônico do suspeito, que apontou que ele esteve no local da chacina, no mesmo horário das mortes.

 

Massa News