A cinco rodadas do fim, palmeirenses administram ansiedade por título

A cinco rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras defende uma vantagem de cinco pontos na liderança. Com a possibilidade de conquistar o título cada vez mais próxima, os comandados de Luiz Felipe Scolari administram a ansiedade na reta final e evitam qualquer tipo de euforia.

“Clima de ansiedade não tem nada a ver com clima de oba-oba”, delimitou Felipe Melo. “É claro que a ansiedade para conquistar um título que vai te deixar marcado na história do clube aumenta, mas isso não atrapalha. Tem ansiedade, porém com os pés no chão, porque ainda não ganhamos nada. Ao mesmo tempo, está perto e longe”, acrescentou.

Publicidade

Com 67 pontos ganhos, o Palmeiras permanece no primeiro lugar do Campeonato Brasileiro. O Internacional, que empatou por 1 a 1 com o Ceará, figura no segundo posto com 62 pontos. Flamengo (60) e Grêmio (58) completam o G4 do torneio nacional.

“A gente já vem nessa batida há algum tempo e muitos jogadores estiveram em 2016, ano em que jogamos muito com essa a de ter que manter. Estamos fazendo isso muito bem e devemos seguir: pés no chão, tranquilidade, humildade e pensar jogo a jogo. Falta pouco e a gente está muito próximo”, disse Moisés.

Às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, pela 34ª rodada, o Palmeiras enfrenta o Fluminense, no Allianz Parque. Nas últimas rodadas, os adversários do time comandado pelo experiente Felipão são Paraná (fora), América-MG (casa), Vasco (fora) e Vitória (casa).

“A receita é encarar cada jogo como se fosse uma decisão, principalmente nessa reta final, com times lutando para não cair, por Libertadores e pelo título. Precisamos ter a maturidade de saber que devemos somar pontos em todos os jogos. Às vezes, não dá para ganhar, então você empata”, ensinou o veterano Dracena.

Gazeta Esportiva