Safras de trigo do Sul podem estar em perigo

“Não queremos ser alarmistas, mas fomos alertados por pessoal que está no Uruguai sobre a possibilidade de ocorrência de forte geada para daqui a dois ou três dias, que deve cobrir o Paraguai inteiro, Paraná, parte do Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Tem trigo sob risco de geadas em todas estas regiões. E o ciclone extra tropical que está se movendo é dos brabos”.

A informação foi recebida e divulgada pelo analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco. Por outro lado, destaca o especialista, as lavouras do trigo no Paraguai estão em condições excelentes até agora.

Publicidade

O relatório de acompanhamento semanal das culturas do Paraguai, emitido pela Consultoria Agridatos, registra que houve duas semanas sem chuvas e o desenvolvimento do trigo, que já estava entre muito bom e excelente, mantém estes níveis. Foi um período sem chuvas, mas com clima frio e seco, com temperaturas que chegaram a cair para 2 graus na semana.

“O desenvolvimento das lavouras em 2018, porém, é impressionante! É o melhor de todos os anos. Foram plantados 440 mil hectares, que em 35 dias de plantio (04 de maio a 08 de junho), que receberam 212 mm de chuva, dos quais 38% ou 81 mm em maio, 45% ou 95mm em junho e 17% ou 36mm em julho. Houve algumas geadas muito pontuais antes do enchimento de grãos, com efeitos benéficos para o trigo”, diz Pacheco.

“Faltam três semanas para o início da colheita. O bom desenvolvimento das lavouras está praticamente garantido, com chuvas que caem neste momento sobre os trigais. Se o mês de setembro tiver poucas chuvas, como ocorreu nos anos de 2014 a 2017, pode-se esperar excelente qualidade para o trigo a ser colhido”, conclui.

Fonte: Agrolink

COMPARTILHAR