Romero pede Corinthians “jogando bola” para vencer no Allianz

O atacante Romero foi o escolhido para falar com a imprensa no CT Joaquim Grava, na noite desta quinta-feira, pouco depois de o técnico Fábio Carille praticamente confirmar o time que vai enfrentar o Palmeiras, no domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque. Confiante na possibilidade de o Corinthians sagrar-se campeão paulista na casa do adversário, o paraguaio pediu para que os companheiros esquecerem o clima tenso do primeiro jogo e se preocuparem apenas em jogar futebol.

“Então, primeira coisa que devemos fazer é jogar futebol, da confusão do outro dia acho que não tem que acontecer mais, tem que jogar futebol, vamos precisar jogar para sermos campeões”, disse o jogador, fazendo até uma auto-crítica ao tratar das discussões e princípios de confusão que causaram as expulsões de Clayson e Felipe Melo na partida de ida.

Publicidade

“Vamos buscar esse título lá, jogando futebol, não entrar em confusão. Tenho que me controlar mais nesse sentido também, nos clássicos você tem que se controlar. Nunca é bom na semana quando você perde um clássico. O time inteiro vai entrar concentrado, ligado”, prometeu o avante, que esteve apenas uma vez na casa alviverde, justamente no triunfo por 2 a 0 obtido no Brasileiro do ano passado.

“Sempre é bom jogar lá, qualquer jogador vai falar que é bom jogar lá, pelo clima, estádio lotado, torcida do rival, importante para a gente, uma definição de campeonato. Tem que jogar futebol para ser campeão. Precisa de uma vitória simples para ir para o pênalti e acho que a gente trabalhou na semana os erros que cometemos no sábado, tomara que possamos finalizar mais e fazer os gols que a gente precisa”, analisou, confiante em uma partida melhor do Alvinegro.

“Será um jogo diferente, no primeiro jogo acho que a gente finalizou pouco no gol deles, precisa finalizar mais. Carille está pedindo para ficar com a bola, vamos precisar de tranquilidade, estar mentalmente forte e a gente vem trabalhando durante a semana isso. É fundamental nossa tranquilidade no domingo e finalizar a gol”, continuou.

Para Romero, que volta ao time titular após quatro jogos de ausência, a formação com Jadson e Rodriguinho pelo meio, justamente a utilizada para derrotar o Palmeiras durante a fase de classificação, torna-se essencial por dar mais qualidade técnica à criação de jogadas.

“A gente ganha posse de bola, dois jogadores de muita qualidade, diferenciados. Acho que a gente que vai jogar pelas pontas (ele e Mateus Vital) tem que estar preparado para qualquer passe fazer o facão para eles e ficar na cara do gol”, concluiu Romero.

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR