Polícia Civil de São Miguel instaura 50 inquéritos sobre estupro de vulneráveis

O alto índice de estupros de vulneráveis na comarca de São Miguel do Iguaçu assusta. Até agora foram denunciados cinquenta casos e dezenove agressores foram presos.

Os dados são referentes às cidades de São Miguel e Itaipulândia, que juntas tem cerca de 36 mil habitantes. A efeito de comparativo, na comarca de Medianeira, que tem 60 mil habitantes, foram 34 casos no mesmo período. Para a população, são números preocupantes.

Publicidade

Em São Miguel do Iguaçu, o conselho tutelar tem feito um trabalho de conscientização e por lá existe uma rede de proteção. Tudo isso é para garantir que as denúncias sejam feitas, e que as famílias não fiquem desamparadas.

 

Tarobá News

COMPARTILHAR