Jô marca no fim, Corinthians vence a Chape e abre dez pontos na frente

O Corinthians não teve uma grande apresentação, correu risco de perder para a Chapecoense e viu alguns de seus principais nomes fazerem partidas ruins. Quando tudo parecia se encaminhar para um empate sem gols na noite desta quarta-feira, porém, o centroavante Jô aproveitou passe de Clayson nos acréscimos do segundo tempo para fazer o único gol do triunfo corintiano.

Com o resultado, o Timão chega a 50 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, abrindo dez de diferença para o Grêmio, segundo colocado, agora com ambas equipes possuindo o mesmo número de jogos: 21. A Chape, por sua vez, fica com 25, ainda logo acima da zona de rebaixamento, que se inicia com o São Paulo, dono de 23 pontos.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Atlético-GO, lanterna da competição, às 19h (de Brasília) do sábado, no estádio de Itaquera, antes de uma pausa de duas semanas na disputa do torneio. Já Vinícius Eutrópio e sua trupe vão encarar um clássico com o Avaí, no domingo, às 16h (de Brasília), na Ressacada.

Chape se fecha, mas leva mais perigo

O jogo começou com mais de um minuto de posse de bola apenas do Corinthians, já adiantando o que seria o padrão da etapa inicial. Recuada em seu campo de defesa e apostando nas roubadas de bola, assim como fez o Vitória, mas em Itaquera, a Chape ainda colocou Wellington Paulista, centroavante de origem, para marcar as descidas de Moisés pela esquerda.

Com bastante calma para trocar passes e sem se afobar, o Timão custou a entrar na defesa adversária, principalmente pela má atuação de Rodriguinho, que teve dificuldade em dar seguimento às jogadas. A ineficiência foi tamanha que o primeiro lance de perigo foi do time da casa, quando Penilla recebeu na esquerda, limpou Fagner e cruzou para Wellington Paulista cabecear. Cássio, no centro do gol, fez defesa tranquila.

A primeira finalização alvinegra saiu só aos 19 minutos, quando Romero chutou de fora da área e mandou a bola longe do gol. Pouco depois, em boa tabela, Fagner recebeu na área e cruzou rasteiro, mas Douglas Grolli afastou. Pouco depois, Marquinhos Gabriel tentou passe pelo meio da defesa e Maycon sairia na cara do gol, mas Rodriguinho tentou dominá-la e atrapalhou o lance.

O camisa 26 teve a chance de se redimir aos 31, após cruzamento de Jô. Ele ganhou na dividida de Fabrício Bruno e chutou da pequena área para abrir o placar. O juiz, porém, marcou toque de mão pelo fato de a bola bater em seu braço após a dividida. Na resposta, a melhor chance da Chape: cruzamento de Wellington Paulista e cabeçada de Túlio de Melo, rente à trave de Cássio.

Corinthians sofre, mas ganha no fim

A etapa final não teve grandes alterações nas estratégias de cada equipe inicialmente, com o Timão mais uma vez ficando a cargo das ações ofensivas na maior parte do tempo, enquanto a Chape confiava na oportunidade de surpreender ou em um contragolpe ou em uma bola parada. A diferença, porém, foi a capacidade física, maior para o lado alvinegro.

Os lances demoraram a surgir, com os treinadores soltando mais as equipes após a segunda metade da etapa final. Clayson, colocado no lugar de Marquinhos Gabriel, teve boa chance de abrir o placar, mas parou em Jandrei após passe de Rodriguinho. Antes, o próprio Rodriguinho desperdiçou ao chutar para fora um cruzamento rasteiro de Fagner.

O jogo ganhou em emoção à medida em que o tempo passava, com os donos da casa impulsionados pela animada torcida. O lance da partida poderia ter saído aos 40 minutos, quando a defesa corintiana se atrapalhou para cortar lançamento na área e Túlio de Melo tocou por cima de Cássio. Quando a bola ia entrando, porém, Léo Santos apareceu para dar um bico e cortar.

Salvo pelo garoto de 18 anos, apenas na sua quarta partida como profissional, o Timão conseguiu se aproveitar do espaço no contra-ataque para definir. Romero deu belo passe para Clayson, que esperou Jandrei sair e rolou para trás. A bola ficou para Jô, que deu um bico e viu ela entrar lentamente, enquanto Douglas Grolli e Fabrício Bruno falhavam na missão de repetir Léo Santos.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 0 X 1 CORINTHIANS

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 23 de agosto de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu (PR)
Público: 15.830 torcedores
Cartões amarelos: Reinaldo (Chapecoense); Jô, Clayson, Moisés, Romero (Corinthians)
Gol:
CORINTHIANS: Jô, aos 45 minutos do segundo tempo

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi (Diego Renan), Douglas Grolli, Fabricio Bruno e Reinaldo; Lucas Marques, Lucas Mineiro, Luiz Antônio (Nenen) e Wellington Paulista; Penilla (Júlio César) e Túlio de Melo
Técnico: Vinícius Eutrópio

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Pedro Henrique e Moisés; Gabriel (Camacho), Maycon, Marquinhos Gabriel (Clayson), Rodriguinho e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR