Felipão fala em “volta para casa” e mira novos títulos pelo Palmeiras

A terceira passagem de Luiz Felipe Scolari pela Sociedade Esportiva Palmeiras começou na prática durante a tarde desta sexta-feira. Na Academia de Futebol, recebido por Maurício Galiotte e Alexandre Mattos, o treinador projetou aumentar a galeria de títulos pelo clube que considera sua casa.

Antes de entregar uma camisa 3 com a inscrição “Scolari” ao técnico, Galiotte foi elogioso. “É um momento especial para o Palmeiras e seus torcedores. O Felipão volta com uma história maravilhosa no futebol e no clube. É um treinador competente e identificado com a torcida. É uma satisfação imensa tê-lo de volta”, discursou.

Publicidade

Sem emprego desde que deixou o Guangzhou Evergrande, Felipão estudava propostas para comandar seleções no momento em que foi procurado por Alexandre Mattos. Assustado a princípio, o técnico resolveu aceitar a oferta palmeirense e assinou até o fim de 2020.

“Precisei conversar com a família, porque havíamos traçado um outro planejamento. Tenho identificação com o Palmeiras e a torcida”, contou, sobre o momento em que recebeu a proposta do clube. “Digo a vocês que estou muito feliz por voltar à minha casa”, completou.

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Estádio Independência, Felipão dirige o Palmeiras no confronto com o América-MG, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time alviverde encara o Bahia nas quartas de final da Copa do Brasil e pega o Cerro Porteño nas oitavas da Libertadores.

“Espero encerrar meu contrato em 2020 com muitos títulos, mas os outros times também querem ganhar e temos que respeitá-los”, disse Felipão, que elogiou rivais como Grêmio, Flamengo e São Paulo. “Na China, eu continuei acompanhando os jogos. Sabia o que acontecia até na Série D”, completou.

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR