Descarte consciente do Óleo de Cozinha Usado apresenta resultados positivos em Santa Terezinha de Itaipu

Um litro de óleo de cozinha usado pode contaminar cerca de 1 milhão de litros de água, ou seja, o equivalente à quantidade média consumida por uma pessoa durante 14 anos. Sabendo da importância do descarte consciente, em Santa Terezinha de Itaipu, a coleta do óleo de cozinha usado foi inserida no calendário da Coleta Seletiva.

De acordo com o coordenador do Centro de Triagem da Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis e/ou Reaproveitáveis de Santa Terezinha de Itaipu (Acaresti), Darlei Souza, o descarte consciente além de contribuir com o meio ambiente, auxilia também o trabalho realizado pelos agentes ambientais do município. “Mensalmente está sendo coletado 200 litros de óleo de cozinha usado. Além disso, ao longo de 18 meses, foram coletados cerca de 3 mil litros. Os números são bastante expressivos e contribuem com o trabalho realizado pelos catadores, mas principalmente, com o meio ambiente”, explica.
“A Acaresti tornou-se referência na destinação correta do óleo de cozinha usado, por isso, para que continuemos a apresentar excelentes resultados, o ideal é que cada morador armazene o óleo em uma garrafa pet com tampa, quando a mesma estiver cheia deverá ser fechada e colocada juntamente com os materiais recicláveis na bolsa de coleta”, acrescenta o secretário de Agropecuária e Meio Ambiente, Paulo Ruppenthal.

Publicidade

Destinação correta

Todo óleo coletado é destinado à ACARESTI (Associação dos Catadores de Recicláveis de Santa Terezinha de Itaipu) que por sua vez reutiliza o produto na fabricação de sabão e detergentes. Vale destacar, que o projeto está dentro dos pilares da sustentabilidade: o ambiental, o econômico e o social, gerando um produto com agregação de valores, além de contribuir com a renda das famílias integrantes da Associação de Catadores.

 

Assessoria

COMPARTILHAR