Croácia e Inglaterra apostam em paredões por vaga na final da Copa

Um time de qualidade começa por um bom goleiro. A velha máxima no futebol ganhou força na Copa do Mundo da Rússia. Croácia e Inglaterra, que hoje disputam a segunda vaga à final para enfrentar a França, são bons exemplos. Subasic é o titular na meta croata, enquanto os ingleses têm a eficiência de Pickford. Os arqueiros duelam às 15h (de Brasília) no Estádio Luzhniki, em Moscou, para definir quem voltará ao local no domingo na decisão do Mundial.

Subasic é mais experiente. O goleiro do Monaco, da França, tem 33 anos e virou titular da Croácia após aposentadoria de Pletikosa, há quatro anos. Com 1,91m, o camisa 23 foi o destaque na classificação croata nas oitavas e nas quartas de final da Copa. Nas duas situações, a vaga foi decidida nos pênaltis. Contra a Dinamarca, ele pegou três batidas e voltou a se destacar ao defender a cobrança de Dzagoev, que abriu a série de penalidades diante da Rússia.

O técnico Zlatko Dalic faz mistério em relação ao time que começa a partida. O lateral-direito Vrsaljko sentiu dores no joelho durante as quartas de final e virou dúvida. Se ele não jogar, Corluka será titular. No meio de campo, o volante Brozovic é opção em uma formação defensiva, mas o atacante Kramaric pode aparecer na equipe.

– A Croácia tem ótimos jogadores em grandes clubes da Europa. É verdade que não conseguimos um resultado importante como seleção nos últimos anos. Estivemos abaixo do que podemos. Mas não deveria ser surpresa que estamos entre os quatro finalistas, pela qualidade dos jogadores. Esses atletas foram sub-avaliados por muito tempo, pela falta de resultados da seleção. Mas essa é a chance de estarem na história – disse o treinador.

Do lado ingles, Pickford é sinônimo de segurança. O camisa 1 foi eleito o melhor em campo na vitória sobre a Suécia, por 2 a 0, pelas quartas de final. O goleiro fez defesas que exigiram elasticidade e reflexo. Contra a Colômbia, pelas oitavas, ele pegou a cobrança de pênalti de Bacca e abriu o caminho para a classificação. Com 1,85m e 24 anos, o arqueiro é titular do Everton e prova a cada exibição que foi correta a escolha do técnico Gareth Southgate.

O comandante inglês terá todo os jogadores à disposição e, por isso, deve manter a formação inicial que eliminou os suecos na fase anterior. A Inglaterra tem um time jovem, mas isso não preocupa Southgate. O treinador destacou que a equipe soube suportar com eficiência as adversidades ao longo do Mundial e está pronta para lutar pelo fim do tabu de 52 anos sem aparecer na final da Copa do Mundo.

– Somos um dos times mais jovens do campeonato. Mas esse time sempre teve fome de ir em frente e estamos orgulhosos da maneira como jogamos. Tivemos que enfrentar pressão, marcamos gol no final, sofremos gols no final, fomos aos pênaltis, sempre nos recuperamos. Foi a primeira vitória em quartas de final em muito tempo – lembrou Southgate.

FICHA TÉCNICA

CROÁCIA

Subasic; Corluka (Vrsaljko), Lovren, Vida e Strinic; Rakitic e Brozovic (Kramaric); Rebic, Modric e Perisic; Mandzukic. Técnico: Zlatko Dalic.

INGLATERRA

Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Dele Alli, Henderson, Lingard e Young; Sterling e Harry Kane. Técnico: Gareth Southgate.

ARBITRAGEM: Cuneyt Cakir, auxiliado por Bahattin Duran e Tarik Ongun (trio da Turquia).

DATA E HORA: hoje, às 15h (de Brasília).

LOCAL: Estádio Luzhniki, em Moscou.

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR