Conmebol atende pedido do Boca Juniors de prorrogar prazo para contestar defesa do River Plate

A Conmebol atendeu a um pedido do Boca Juniors e prorrogou o prazo para o finalista da Libertadores contestar a defesa apresentada pelo River Plate. Depois que o jogo de volta da decisão foi suspenso no último fim de semana, os dois times travam uma batalha nos bastidores. O Boca usa o regulamento na esperança de ser declarado campeão, enquanto os rivais tentam remarcar uma nova data com a Conmebol.

– O Boca Juniors solicitou uma prorrogação no prazo para apresentar sua contestação à defesa apresentada pelo River Plate, que foi concedida até as 12h (do horário local – 13h de Brasília) de 29 de novembro (quinta-feira) – informa a Conmebol.

Publicidade

A expectativa era que tudo fosse resolvido nesta terça-feira em Assunção, no Paraguai, mas a definição foi adiada e só deverá ser divulgada no fim da semana. O jogo decisivo deveria ter sido disputado no último sábado, em Buenos Aires, mas os ataques de torcedores do River ao ônibus dos jogadores do Boca levou a partida a ser suspensa. Como tem sido regra nesta edição da Libertadores, as decisões saíram do campo e foram parar nos gabinetes da Conmebol.

Uma reunião entre os presidentes dos clubes – Rodolfo D’Onofrio, do River, e Daniel Angelici, do Boca – deveria ter selado nova data e local para o jogo. Mas a única decisão tomada foi que a partida não será realizada na Argentina. Ainda falta decidir onde, quando (8 ou 9 de dezembro) e sob que condições.

Gazeta Esportiva