Com redução de tarifa, concessões do Paraná entram em pacote federal

O governador Carlos Massa Ratinho Junior confirmou nesta quarta-feira (13) que o governo federal licitará as concessões de rodovias que formam o Anel de Integração, inclusive os trechos estaduais, cujos contratos expiram em 2021. Ele afirmou que essa decisão é mais acertada e viável para agilizar o processo e que a União concordou com as exigências feitas pelo Estado.

Ratinho Junior explica que o governo federal deu anuência para três exigências feitas pelo Paraná para que o processo tenha sequência: redução de pelo menos 50% no valor atual das tarifas de pedágio; execução de obras de modernização das estradas, como as duplicações que não foram feitas; e implantação de contornos rodoviários, principalmente nas maiores cidades cortadas pelo Anel de Integração.

Publicidade

Ele destacou que em recente reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em Brasília, ficou definida a criação de um comitê de trabalho formado por representantes do Estado e do governo federal para tratar das concessões paranaenses. O governador disse que o ministro concordou com as exigências feitas pelo Paraná e que a primeira reunião conjunta deve acontecer até a próxima semana.

Segundo Ratinho Junior, a decisão de trabalhar as futuras concessões em conjunto com a União vai agilizar o processo. Ele acrescentou que a perspectiva é fazer as licitações em 2020, mesmo que os atuais contratos se encerrem somente no final de 2021.

“A Caixa Econômica Federal já tem um trabalho bem adiantado de concessões de rodovias em âmbito nacional, incluindo o Paraná”, disse o governador ao dar posse ao secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, no Palácio Iguaçu.

NOVOS TRECHOS – Ratinho Junior destacou que o comitê conjunto avaliará a inclusão de outras rodovias importantes do Estado no novo programa federal de concessões, como a PR-323 no Noroeste, a PR-280 no Sudoeste e a PR-092, no Norte Pioneiro.

O secretário de Infraestrutura e Logística destaca que, independente da parceria com o governo federal, a pasta já iniciou estudos para melhoria das rodovias concedidas. “Em alguns trechos críticos, nós também vamos continuar investimentos e depois fazer a negociação com o governo federal”, ressaltou Sandro Alex.

AEROPORTOS – Na última terça-feira (12), em Brasília, o governador e o secretário de Infraestrutura conversaram com o secretário da Aviação Civil, Ronei Glanzmann, sobre as concessões de quatro aeroportos do Paraná que integrarão o pacote de 20 aeroportos do Sul e Centro-Oeste que serão licitados pelo governo federal em março: Foz do Iguaçu, Londrina, Bacacheri (Curitiba) e Afonso Pena (São José dos Pinhais).

 

AEN