Brasil é derrotado pelo México e se complica na Copa América

O Brasil viu sua situação na Copa América de basquete se complicar neste sábado. A Seleção Brasileira enfrentou o México, pela segunda rodada do Grupo A, em Medellín, na Colômbia, e conheceu sua primeira derrota na competição, com placar de 99 a 76 para os adversários.

Com a derrota, o Brasil se complicou na Copa América, já que o México chegou a duas vitórias em dois jogos, e somente o líder do grupo avança para as semifinais. Para avançar à fase final, em Córdoba, na Argentina, a Seleção Brasileira precisará de uma grande combinação de resultados, além de uma boa diferença na margem de pontos.

A Seleção Brasileira volta à quadra já neste domingo, às 17h30(horário de Brasília), contra Porto Rico, buscando se recuperar do mau resultado.

Além disso, até a vaga para o próximo Pan-Americano, em 2019, ficou ameaçada. Para se classificar para o torneio, o Brasil terá que ficar entre os sete melhores colocados da Copa América.

O triunfo dos mexicanos foi construído com naturalidade e sem grandes dificuldades. Muito bem no aproveitamento de arremessos, sendo inclusive muito superior ao Brasil nas tentativas de três pontos, o México venceu todos os quartos da partida.

A diferença foi somente aumentando no decorrer do jogo. A partida começou equilibrada e os mexicanos conseguiram vencer o primeiro quarto apenas com três pontos de vantagem. A partir daí, porém, a situação dos brasileiros desandou. Com isso, o México foi para o intervalo com liderança de oito pontos, com 41 a 33 no placar.

Com a grande desvantagem no marcador, o Brasil voltou para o segundo tempo de jogo precisando se impor para conseguir a virada. O que aconteceu, porém, foi o contrário. A seleção mexicana manteve um ótimo aproveitamento nos arremessos e conseguiu superar os brasileiros em todos os principais fundamentos, vendo o adversário ainda errar mais dentro de quadra. Com isso, o México dominou até o fim do quarto período e garantiu uma vitória tranquila por 99 a 76.

O grande fator que levou o México à vitória foi o jogo coletivo, com cinco atletas ultrapassando a barreira dos dez pontos na partida. Os maiores pontuadores, porém, foram Cruz e Mata, com 17 tentos anotados. Já a Seleção Brasileira teve o cestinha da partida, com o ala Léo Meindl anotando 19 pontos.

Gazeta Esportiva

COMPARTILHAR